terça-feira, 22 de maio de 2012

SENTIMENTO “AMOR”



 AH, O AMOR... QUE SENTIMENTO É ESSE QUE INVADI-NOS DE REPENTE SEM MARCAR HORA OU LUGAR, QUE APAREÇE QUANDO MENOS SE ESPERA E DE ONDE MENOS SE IMAGINA. AMOR, SENTIMENTO NOBRE, E INESGOTÁVEL FONTE DE INSPIRAÇÃO PARA TODOS OS ARTISTAS DOS MAIS DIFERENTES ESTILOS E ÉPOCAS, ENVOLVENTES FASCÍNA A CADA SER APAIXONADO OU NÃO, MAS QUE UM DIA FATALMENTE SE RENDERÁ A ESTE SENTIMENTO ESSENCIAL PARA SE SER FELIZ.
AMAR É SER SUPREENDIDO POR UM SENTIMENTO QUE ESTÁ  EM CONSTANTE MUTAÇÃO, POR VEZES CONTRADITÓRIO, PAREÇE SER SEMPRE O MESMO, MAS É SEMPRE DIFERENTE. COMO EXPLICAR OS ENCANTOS DESTE SENTIMENTO DENSO, INDISPENSÁVEL, INEXPLICÁVEL E CEGO QUE INEVITAVELMENTE ENFEITIÇA A CADA SER.
INEBRIANTE, O AMOR É UM SENTIMENTO QUE QUANDO CORRESPONDIDO. QUE BOM! SÃO DOIS CORAÇÕES QUE SE ENCONTRAM DUAS ALMAS QUE SE UNEM E SE CONFUNDEM NA MESMA ESSÊNCIA DESSE AMOR.
INDECIFRAVEL SENTIMENTO QUE DE UM MOMENTO PARA OUTRO TRANSFORMA ALEGRIA EM TORMENTO, MOLA PROPULSORA DE CADA UM DE NÓS. SENTIMENTO AMOR, INEGÁVEL É A SUA RELIDADE E COMPLEXIDADE NO SER HUMANO.

 
Nazaré Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BÍBLIA ONLINE

O PENSADOR

Seguidores