terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Aplicando a Mutualidade: Uns aos outros

Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração”. Colossenses 3.16
 Entendendo Mutualidade: Palavra que designa reciprocidade (troca). No Novo Testamento há diversos registros a respeito das coisas que os cristãos devem fazer uns aos outros para expressar seu mútuo amor e unidade. John Mac Arthur Jr. Pastor e escritor evangélico norte-americano; enumerou algumas atitudes, que são apontadas na Bíblia e que devem fazer parte de nosso dia a dia na igreja:
  1.  Confessarmos nossos pecados uns aos outros (Tg 5.16).
  2.  Edificarmos uns aos outros (1Ts 5.11; Rm 14.19).
  3.  Levarmos as cargas uns dos outros (Gl 6.2). 
  4.  Orarmos uns pelos outros (Tg 5.16).  
  5. Sermos benevolentes uns para com os outros (Ef 4.32).
  6. Sujeitarmo-nos uns aos outros (Ef 5.21).
  7. Sermos hospitaleiros uns com os outros (1Pe 4.9).  
  8. Servirmos uns aos outros (Gl 5.13; 1Pe 4.10).  
  9. Consolarmos uns aos outros (1Ts 4.18; 5.11).     
  10. Corrigirmos uns aos outros (Gl 6.1).  
  11. Perdoarmos uns aos outros (2Co 2.7; Ef 4.32; Cl 3.13). 
  12. Admoestarmos uns aos outros (Rm 15.14; Cl 3.16).
  13. Instruirmos uns aos outros (Cl 3.16). 
  14. Exortarmos uns aos outros (Hb 3.13; 10.25).
  15. Amar uns aos outros (Rm 13.8; 1Ts 3.12; 4.9; 1Pe 1.22; 1Jo 3.11,23;4.7,11).                                                                                                                          Mas para que exerçamos essa mutualidade, precisamos reconhecer que somos devedores uns aos outros do amor com que Deus tem nos amado. O Senhor Jesus, vivenciou na pratica e exemplificou amplamente em todas as suas atitudes. O Novo Testamento é rico em instruções acerca do cuidado mútuo, Deus deseja que cuidemos uns dos outros, no entanto a marca mais evidente de nossa época é o individualismo, nos tornamos incapazes de dizer “eu preciso de você!”. Por conta do nosso orgulho e vaidade, achamos que somos autossuficientes que podemos sempre resolver nossos problemas, sem contar a cooperação dos outros. Ao mesmo tempo, nos tornamos insensíveis,  recusando-nos também a ajudar; assim como os personagens da Parábola do Bom Samaritano, que evitaram se aproximar do homem caído na estrada (Lc 10.25-37). Essa visão individualista é desastrosa, por que nos impedem, de buscarmos ajuda com as pessoas que convivemos e consequentemente em DEUS. A Palavra do Senhor nos ensina que a vida cristã não pode ser vivida isoladamente, necessitamos uns dos outros, a vida cristã precisa ser fundamentada na mutualidade, para que possamos usar nossos dons e talentos que nos foi concedido para que através de nós o corpo de Cristo seja aperfeiçoado, edificado e cresça. Efésios 4.11-12 “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo”. Devemos procurar desenvolver essas habilidades, e copiar o exemplo de Jesus que sempre estava pronto a ajudar a quem precisava. Paulo nos diz: “se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito” (Gálatas 5.25). Só através da Ação do Espírito Santo em nos é vamos desenvolver a capacidade de andarmos uns com os outros em amor. Portanto não nos cabe sermos individualistas cuidando e pensando só em nós, precisamos nos deixar ser preenchidos pela ação do Espírito Santo, e só assim teremos relacionamentos saudáveis em nossa vida em comunidade, e poderemos propagar a verdadeira comunhão de uns para com os outros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BÍBLIA ONLINE

O PENSADOR

Seguidores