sábado, 21 de janeiro de 2017

Aprendendo a contentar-se

"Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece." Filipenses 4: 11-13
Vivi-se uma época onde as pessoas estão sempre angustiadas, estressadas por que sua satisfação pessoal esta centrada em conquistas de bens terrenos, ”Se possuir isso ou aquilo serei feliz!”, e na realidade isso não traz a verdadeira felicidade; não podemos ter nossa alegria condicionada a ganhos, por que muitas vezes vêm os reveses da vida, e perdemos tudo, até aquilo que acreditávamos que era nosso.  Claro que é muito bom quando obtemos algo que desejamos há muito tempo; A compra da casa própria, um carro não necessariamente do ano.  Mas é preciso aprender com o apostolo Paulo a ter alegria, com aquilo que Deus nos concede. Na verdade, muitas das coisas que acreditamos ser necessária são tão supérfluas, já observou que existem muitas pessoas que são felizes com tão pouco.
De certo modo o “Ter sempre mais” tornou-se arma usada pelo inimigo de nossas almas para nos atrair, e muitos desavisados, inclusive cristãos tornam-se insatisfeitos com a vida que tem, por que a medida do Ter nunca enche, acabam enredados nesta armadilha, enveredam nas coisas do mundo, como se o mundo fosse lugar de gozo eterno, e DEUS fosse nosso “Gênio da Lâmpada”. Por conta disso muitos lobos têm se levantando com peles de cordeiro, apresentando a Teologia da Prosperidade, onde você tem autoridade para barganhar com DEUS “Estou lhe dando isso, para ganhar aquilo. Ou se o Senhor fizer isso faço aquilo”. A Palavra do Senhor nos diz: "Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom." Mateus 6:24.  O dinheiro em si só não é problema, a raiz do problema esta na pessoa acreditar que não precisa tanto de DEUS. Ser Cristão não é fácil exige renúncia constante, e um exercício permanente de fé. O inimigo, esta ao nosso derredor ávido por nos alcançar e nós servo do Senhor não podemos brincar de ser crente, precisamos entender que independente da situação quer seja de abundancia ou escassez com Cristo somos mais que vencedores, senão seremos tragados pelas coisas que o mundo oferece, e acabaremos nos desviando do nosso alvo que é um dia estarmos na gloria ao lado de Jesus.


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BÍBLIA ONLINE

O PENSADOR

Seguidores