terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Sobrecarregados

“...esquecendo-se das coisas que para arás ficam, e avançando para as que estão adiante de mim, prossigo para o alvo...”(Filipenses 3:13b,14a).

Você para parou pra pensar que no decorrer de nossa vida temos a tendência de ir acumulando coisas: livros, papel, roupas, aquela lembrancinha da festa de aniversário; coisas que nunca mais vamos usar, mas vamos guardando. Assim também fazemos com nossa vida emocional. Parece absurdo, mas quantas vezes fazemos isso quando insistimos em remoer o passado, em trazê-los vivos em nossa lembrança, carregamos ressentimentos, mágoas, e frustrações por conta de coisas que outras pessoas nos fizeram, por planos que não deram certos, por sonhos que não foram concretizados e até porque magoamos os outros.

E assim, sobrecarregados ficamos desanimados, tristes, sem forças, ansioso, medroso e inseguro. Tantas coisas maravilhosas acabam sendo destruídas por todo esse ressentimento alimentado. Paulo nos aconselha a esquecer, mas se não é assim tão fácil, por que ao invés de remoê-los não procuramos conversar sobre os problemas, buscar uma solução, ou perdoar aqueles que nos feriram ou pedir perdão aqueles a quem nós ferimos.
Tem uma ilustração que fala sobre dois amigos que foram fazer uma escalada em uma montanha, e no decorrer do trajeto um deles começou a se encantar com as pedrinhas que ia encontrando, e assim foi colocando em sua mochila, resultado quando um chegou ao cume da montanha, o outro ainda tava na metade do caminho cansado, sem forças para prosseguir. Assim também acontece conosco quando carregamos esses sentimentos, ficamos estacionados na estação “rancor”, e acabamos nos afastando das pessoas, e também fazemos com que outras pessoas não se aproximem de nós. Além disso, essa sobrecarga emocional cria uma barreira entre nós e Deus:
 “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta”(Mateus 5:23-24).
A Palavra do Senhor nos diz que se realmente queremos prestar um culto verdadeiro; precisamos jogar fora toda essa sobrecarga. Somos desafiados a não remoer o passado a perdoar e cultivarmos as coisas essenciais como alegria, ânimo, disposição, bondade, humildade, fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BÍBLIA ONLINE

O PENSADOR

Seguidores