sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Vivendo e Aprendendo

Segundo um velho ditado: Quando a esmola é demais, o santo desconfia. Quase uma regra geral, esse ditado se aplica em muitos aspectos; a vida é uma constante troca de interesses, e tudo tem seu preço principalmente, na vida familiar; com passar do tempo, vamos aprimorando nossa capacidade de compreender melhor a dinâmica de nossos relacionamentos.
Filhos que chegam de uma hora para outra dando um abraço apertado e dizendo: Te, amo! Pode ficar certa, nunca é de graça, por trás desse gesto tem um golpe pronto. Na verdade ele está querendo algo. Marido quando esta aprontando ou vai aprontar, antes mesmo de nos desconfiarmos, já começa a nos recompensar cedendo momentaneamente aos nossos caprichos. Por outro lado nos também quando queremos algo também usamos nossas armas. Com os filhos a velha e boa chantagem: ”Lhe dou isso, se fizer aquilo” ou simplesmente: ”Vou contar até três...”. Já com relação aos maridos fazemos charmes: “Humildes e submissas”, ou ficamos a semana toda com dor de cabeça. E assim, como diz a letra da música Aprendendo a jogar de Elis Regina “Vivendo e aprendendo a jogar. Nem sempre ganhando. Nem sempre perdendo. Mas aprendendo a jogar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BÍBLIA ONLINE

O PENSADOR

Seguidores